Brasil fica em 75º lugar no ranking do IDH

Fonte: PNUD

O Brasil está na 75ª posição no ranking do IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), que avalia 182 países, e teve uma pontuação de 0,813, por isso permanece no grupo dos países considerados de alto desenvolvimento humano – aqueles com IDH superior a 0,800. No último levantamento, o país aparecia na 70º posição, mas com índice menor: 0,807. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira (5) pelo PNUD (Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento) e referem-se ao ano de 2007.

O Brasil perdeu posições principalmete pelo alto número de analfabetos em nosso país, devido a carência de investimentos do nosso setor público, na Amércia do Sul o Brasil fica atrás de diversos países sendo eles Chile 44º, Argentina 49º, Uruguai 50º e Venezuela 58º.

O Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) mede os avanços alcançados por um país em três aspectos: vida longa e saudável (baseado na esperança média de vida ao nascer), acesso ao conhecimento (baseado na alfabetização e na escolarização) e nível de vida digno (baseado no PIB per capita associado ao poder de compra em dólares americanos). Os países são classificados dentro desses aspectos em valores médios entre 0 e 1.

Noruega, Austrália e Islândia ocupam os três primeiros lugares do ranking, com índices de 0,971, 0,970 e 0,969, respectivamente. Na outra extremidade, Níger (0,340), Afeganistão (0,352) e Serra Leoa (0,365) tiveram os piores índices. O Afeganistão volta ao ranking depois de ficar 13 anos fora.

A situação dos países em 2009:
38 com IDH muito alto
45 com IDH alto
75 com IDH médio
24 com IDH baixo

As diferenças entre a Noruega primeira do ranking e o Níger último, segundo aponta o Pnud, são gritantes. No país africano, por exemplo, a esperança de vida ao nascer é de apenas 50 anos, contra 80 anos no país escandinavo, e para cada dólar ganho no Níger, são ganhos 85 dólares na Noruega.

O país da Noruega do continente Europeu possui estes números:
bandeira_noruegaPopulação: 4.660.539
Idade média: 39,4 anos
Expectativa de vida: 79,95 anos
Pessoas com HIV/Aids: 3.000
População alfabetizada: 100%
Escolaridade: total: 17 anos

O país do Niger do continente Africano possui estes números:
bandeira-do-nigerPopulação: 15.306.252
Idade média: 15,2 anos
Expectativa de vida: 52,6 anos
Pessoas com HIV/Aids: 60.000
População alfabetizada: 28,7%
Escolaridade: total: 4 anos

Por isso, o relatório destaca que, apesar da maioria das regiões terapresentado progresso significativo e da melhoria no IDH dos países ter sido de 15% em média desde 1980, as desigualdades no bem-estar das populações de países ricos e de países pobres continuam a ser “inaceitavelmente elevadas”.

“Apesar das melhorias significativas registradas ao longo do tempo, o progresso tem sido irregular. Muitos países testemunharam retrocessos nas últimas décadas devido às retrações econômicas, às crises induzidas por conflitos e às epidemias de HIV/Aids. E tudo isto antes de se sentir o impacto da atual crise financeira mundial”, explicou a principal autora do relatório da ONU, Jeni Klugman.

Sobe e desce

Na comparação com o último ranking, cinco países se destacaram por terem subido três ou mais posições: China, Colômbia, França, Peru e Venezuela. A França, que no ano anterior não aparecia entre os 10 primeiros, voltou o grupo.

O relatório da ONU atribui esse avanço aos aumentos nos rendimentos e na esperança média de vida. Na China, na Colômbia e na Venezuela, houve também uma melhoria significativa na educação.

Ao todo, cinquenta países desceram uma ou mais posições em relação ao ano anterior. Mas um número semelhante também subiu. Sete países desceram mais de duas posições: Luxemburgo, Malta, Equador, Líbano, Belize, Tonga e Jamaica.

Entre os menos desenvolvidos, Gana se destacou por ganhar duas posições, evolução atribuída a melhorias na educação. Chade, Maurícia e Suazilândia, por outro lado, desceram dois lugares.

IDH Muito Elevado

Uma nova categoria de países foi incluída no ranking deste ano: o IDH Muito Elevado. Ela agrupa as nações no topo da classificação e com o novo corte é possível evidenciar discrepâncias ainda maiores entre os países.

Por exemplo, moradores de países com IDH Baixo têm rendimentos médios per capita inferiores a US$ 1 mil por ano, enquanto moradores de países de IDH Muito Elevado conseguem ganhar em média US$ 37 mil.

Estes números mostram que o Brasil deixa a desejar e muito no quesito educação e distribuição de rendas gerando enormes desigualdades sociais, o que me surpreendeu neste resultado foi ver os países da América da Sul em nossa frente principalmente a Venezuela do presidente doido que peita incansavelmente os EUA, mostra sua força no poder.

Veja abaixo o ranking do IDH 2009

Desenvo1Desenvolvimento

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: